Afeganist?o 2001-2021: A guerra mais longa dos EUA

Published: 2021-09-13 16:38:25
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O Afeganist?o chegou mais uma vez a uma encruzilhada quando os EUA retiraram seus soldados da sua guerra mais longa da história e o Talib? voltou ao poder que havia sido privado há 20 anos.

Em 2006, combates intensos eclodiram em todo o país, enquanto o número de ataques suicidas e bombardeios aumentaram significativamente. Apesar de receber grande apoio financeiro e militar dos EUA, o governo central em Cabul foi incapaz de uma governan?a eficaz, em grande parte devido à corrup??o galopante.

"A própria presen?a de norte-americanos no Afeganist?o atropelou um senso de identidade afeg? que incorporou orgulho nacional, uma longa história de luta contra estrangeiros e um compromisso religioso para defender a pátria. Isso estimulou homens e mulheres a defender sua honra, sua religi?o e seu lar. A capacidade do Talib? de vincular sua causa ao próprio significado de ser afeg?o foi um fator crucial na derrota dos Estados Unidos", escreveu Carter Malkasian, conselheiro político do general Joseph Dunford, que comandou as for?as norte-americanas no Afeganist?o.

Tradu??o: André Hu

Revis?o: Diego Goulart


Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Novas descobertas importantes nas ruínas de Sanxingdui
área turística de Shanghai atrai muitos visitantes
Dia dos Professores na China
Praia Vermelha em Panjin
Show de luzes noturno no Castelo de Hogwarts no Universal Studios de Beijing
Cidade Proibida publica calendário de 2022

Notícias

Voo comercial internacional aterrissa no aeroporto de Cabul após retomada de opera??es
Xi Jinping conversa por telefone com Merkel
Afeganist?o 2001-2021: A guerra mais longa dos EUA
Afeganist?o 2001-2021: uma “guerra antiterrorismo”
Valor agregado de manufatura da China se mantém na 1a posi??o no ranking mundial
TDM obteve autoriza??o para transmitir 14o Jogos Nacionais
三级视频在线